Consumo… the first post… e o que a Fernanda Lima tem com isso?

EasyThinkCartoon

 

Show em 32 polegadas.

Alguns SMS pra lá e pra cá.

Uma taça de Malbec. Saúde.

E meu primeiro post sobre consumo! Afinal, havia entendido que seria uma das propostas deste blog. Agora pra dizer a verdade não necessariamente  o consumo em si… tal como a dica do Nieto Senetiner – Malbec 2006, Mendoza – um pouco menos de vinte e cinco reais, excelente custo benefício -, que estou tomando enquanto escrevo, mas talvez uma abordagem mais crítica ou irônica sobre o consumo e como a sociedade nos tem proposto esse impulso.

Não pretendo entrar muito no detalhe. Volto a esse ponto mais pra frente (I mean, em outro post qualquer dia desses). Mas nessa discussão sempre digo que durante a metade da minha vida, desde que tinha alguma noção de consumo, “fui inserido” num contexto que me levou a experimentar o que há de melhor nessa visão do ter. Conhecia de tudo (ou muita coisa… do contrário seria muita pretensão de minha parte…). Impressionante a sensação de status que se obtém pelo consumo. A fantasia supera os limites e se entrelaça à realidade ou ao que se imagina ser real. Não estão errados os que podem. Não estão errados os que se propõem a oferecer o consumo – e na minha idéia aqui, obviamente, o mercado de luxo. Mas erram, sim, os que tudo substituem pelo consumo. Pelo desejo de ter. Pela necessidade de ser aceito pelo “poder” de compra e, talvez, diante da incapacidade intelectual ou fraqueza emocional.

Não pretendia entrar muito no detalhe?… mas esse é o ponto.

Anyway, quando comecei a escrever estava pensando no…

Studio W.

A cada três semanas passava por lá. Iguatemi, agora 9º andar. O lugar é o que é porque é. Frequentei por quatro ou cinco anos. Nos últimos dois, passei pra cortar – com a belíssima Débora -, duas vezes apenas. Será que me libertei? (um pouco de seriedade, please!). Lá ontem estive. De fato o lugar impressiona. Durante todo o dia, rolou a gravação de um comercial ou algo assim. Sempre a mídia está por perto. Me lembro quando a Débora – aquela belíssima -, deu uma entrevista pra Playboy… e todos os playboys queriam cortar com ela! 140. Brigadáa. Mas então: o que faz o W? Wanderley Nunes? O lugar? As pessoas? Os profissionais?

Nop…

Ver e ser visto!

E dá pra perceber que boa parte do PIB tá por alí, representado por lindíssimas mulheres trabalhando ainda mais a produção. Praticamente um desfile inconsciente de Marc Jacobs, Tom Ford, Seven, True, Prada, Gucci, Miu Miu, Rolex, Bvulgari and … hey!… white T… num estilo “sou largada” numa segunda à tarde…

E entre uma tesourada e outra: “Deixa eu ver se ela já emagreceu?!”, passava firme pelos corredores Cláudia Raia.

Again: ver e ser visto!

Mas vale conhecer… e ser visto…

… ou ainda olhar pro lado e se encantar com Fernanda Lima!

Fernanda Lima

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

p.s.: beijo me liga (Luque… sei que essa é sua… mas… e aliás passa no futebol na quinta! Abraço, Itália)

Anúncios

Uma resposta to “Consumo… the first post… e o que a Fernanda Lima tem com isso?”

  1. ose fernanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: